quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Apenas mais uma de amor.

Cada vez que São Paulo tentava explicar o significado da cruz, ele dizia: é loucura, não tentem os inteligentes entender o significado de um Homem morrer pelos pecadores, não tente compreender o significado da morte de um Homem que não tinha culpa alguma, por um povo culpado, não tente entender. A mesma coisa eu digo pra você, se você quiser entrar na lógica dos amores que você ama, você vai ficar louco ou vai ser considerado louco, porque você leva o mesmo prejuízo da cruz cada vez que você ama, e não há nada que possa nos identificar mais com o Cristo crucificado que o momento em que nós amamos alguém, sabe porque? é o momento em que você toca aquilo que você tem de mais precioso,e puro é o momento em que você descobre dentro de você todo aquele sentimento mais puro que mora dentro de você, por uma razão tão simples, é a agua mais limpa que Deus fez em você, é sua capacidade de amar. Não estou falando dos amores interessados, não estou falando das amizades interesseiras, dos casamentos por conveniencia, não,eu estou falando do momento em que você se volta para aquele que não merece o seu amor e mesmo assim você o ama com toda capacidade do seu coração, é disso que eu tô falando. E eu tenho a alegria de dizer que nessa vida eu levo prejuízo o tempo todo, mas eu me alegro em cada prejuízo que levo, porque cada vez que consigo amar sem interesses, cada vez que posso me doar por alguém, é o meu coração que ganha em qualidade, você sabe muito bem disso, quantas vezes o seu amor pareceu prejuízo aos olhos dos outros, quantas vezes as pessoas olharam pra você e falaram ” você é um idiota, você é um louco, olha o que você faz por amor” NÃO IMPORTA, é o que você tem de mais puro, é o que você tem de mais precioso, aí você pode resolver com essa frase que o Lulu Santos escolheu pra colocar nessa música ” o que você ganha, e o que você perde, ninguém precisa saber” é seu.  Pe. Fábio de Melo 

                                                                             . . .

- Uma das mensagens que eu mais gosto do Pe. Fábio de Melo que faz a gente refletir,por mais que a pessoa que a gente ama nos faz mal,não podemos pagar o mal com o mal,sempre que conseguimos pagar o mal com amor,é o nosso coração que ganha em qualidade,por isso pense bem,não deixe que qualquer sentimento ruim possa fazê-la desistir desse sentimento mais puro que existe dentro de você!

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

O dia em que tudo mudou.

"Quando você toma uma iniciativa, seja ela qual for,o seu mundo parece que se transforma. Você se sente mais confiante par fazer o que antes não tinha coragem. Novas possibilidades se abrem e, de repente ... aquele lugar que você sempre quis ir, já não fica mais tão longe. Então a vida fica mais clara ... ganha mais sentido. E descobrir, agora é uma palavra constante no seu dia-a-dia. Você descobre que o seu poder de decisão é muito mais forte do que imaginava ... e que a palavra cuidado faz muito mais sentido quando você a transpõe para outras pessoas. Descobre que cuidar de si, é a melhor forma de continuar cuidando das pessoas que você ama. Descobre também, que se dar valor é, antes de tudo, da valor à vida. E quando você se conhece e acredita no seu potencial ... os sonhos que antes pareciam inalcançáveis, podem se tornar surpreendentemente reais. De repente, você olha para trás e nem acredita que conseguiu realizar tanta coisa. Então descobre o melhor de tudo. Realizar os seus sonhos ... não começa por coisas complicadas ... não começa pelos outros ... começa por um pontoUm ponto dentro de você!”

domingo, 11 de setembro de 2011

Um dia ..

Um dia, alguém vai aparecer na sua vida e tirar tudo do lugar. Mudar os seus hábitos, algumas opiniões, a sua cor preferida, os seus passeios de sexta, o seu programa de tv. Vai mudar também o primeiro pensamento ao acordar, e os sonhos de todas as noites, vai fazer você se superar a cada dia, e aprender a essência verdadeira do amor. Essa mesma pessoa vai fazer o seu pesadelo de infância mudar, e o que era o bicho papão do armário agora é o medo de vê-la partir algum dia. Essa pessoa vai também ser a razão para você estar aqui. Vai fazer você ter vontade de apresentá-la a todos, ter vontade de mostrar suas manias, levá-la aos seus lugares prediletos, vai fazer crescer em ti algo muito belo e especial, algo que você jamais sentiu vai fazer você sonhar acordada a viagem do ônibus do parque até a sua casa, durante o banho. Vai fazer você ficar suspirando de minuto em minuto, vai fazer você sentir paz apenas ao olhar para ela. Essa pessoa vai pegar seu mundo e virar do avesso, mas você não vai ligar, apenas vai achar tudo muito lindo, como tudo o que ela faz. Vai fazer você pensar em futuro, em construir uma família. Vai fazer você desejar sempre ser o seu melhor só para agradá-la, vai querer fazer você em pleno sábado assistir um filme reprisado na tv, apenas porque a companhia ao seu lado será ela. Essa pessoa vai te fazer crescer, te fazer vibrar a cada sorriso, e sempre vai estar ali para abraçar você caso haja quedas. Essa pessoa será seu porto seguro, aquela que você sempre esperou. Essa pessoa é o amor da vida toda.

sábado, 10 de setembro de 2011

Porque amar também é isso.

“Lá está ela, mais uma vez. Não sei, não vou saber, não dá pra entender como ela não se cansa disso. Sabe que tudo acontece como um jogo, se é de azar ou de sorte, não dá pra prever. Ou melhor, até se pode prever, mas ela dispensa. Acredito que essa moça, no fundo gosta dessas coisas. De se apaixonar, de se jogar num rio onde ela não sabe se consegue nadar. Ela não desiste e leva bóias. E se ela se afogar, se recupera. Estranho e que ela já apanhou demais da vida. Essa moça tem relacionamentos estranhos, acho que ela está condicionada a ser uma pessoa substituta. E quem não é? A gente sempre acha que é especial na vida de alguém, mas o que te garante que você não está somente servindo pra tapar buracos, servindo de curativo pras feridas antigas? A moça…ela muito amou, ama, amará, e muito se machuca também. Porque amar também é isso, não? Dar o seu melhor pra curar outra pessoa de todos os golpes, até que ela fique bem e te deixe pra trás, fraco e sangrando. Daí você espera por alguém que venha te curar. Às vezes esse alguém aparece, outras vezes, não. E pra ela? Por quem ela espera? E assim, aos poucos, ela se esquece dos socos, pontapés, golpes baixos que a vida lhe deu, lhe dará. A moça – que não era Capitu, mas também têm olhos de ressaca – levanta e segue em frente. Não por ser forte, e sim pelo contrário… Por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência. E ama, sabendo que vai chorar muitas vezes ainda. Afinal, foi chorando que ela, você e todos os outros, vieram ao mundo.” (Caio Fernando Abreu)

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Eu quero mais.

" .. Por isso eu acho que a gente se engana, às vezes. Aparece uma pessoa qualquer e então tu vai e inventa uma coisa que na realidade não é. E tu vai vivendo aquilo, porque não agüenta o fato de estar sozinho. Eu quero nós. Mais nós. Grudados. Enrolados. Amarrados. Jogados no tapete da sala. Nós que não atam nem desatam.Eu quero pouco e quero mais. Quero você. Quero eu. Quero domingos de manhã. Quero cama desarrumada, lençol, café e travesseiro. Quero seu beijo. Quero seu cheiro. Quero aquele olhar que não cansa. As vezes, sobretudo agora, verão e lua quase cheia, me surpreendo melancólico pelas noites a suspirar na sacada espanhola, com vontade de chorar. Choro quando consigo. Ou ouço Caetano cantando Contigo en la distancia, e choro mais. Não tenho pena de mim, mas por vezes sinto falta de amor. Fico sempre muito só. Preciso sim, preciso tanto. Alguém que aceite tanto meus sonhos demorados quanto minhas insônias insuportáveis. Por tudo que há de mau no mundo, eu mereço o máximo do bom. Sem culpa." (Caio Fernando Abreu)

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Que seja doce

" .. que seja doce o dia quando eu abrir as janelas e lembrar de você. que sejam doce os finais de tardes, inclusive os de segunda-feira - quando começa a contagem regressiva para o final de semana chegar. que seja doce a espera pelas mensagens, ligações erecadinhos bonitinhos. que seja (mais do que) doce a voz ao falar no telefone. que seja doce o seu cheiro. que seja doce o seu jeito, seus olhares, seu receio. que seja doce o seu modo de andar, de sentir, de demonstrar afeto. que sejam doce suas expressões faciais, até o levantar de sobrancelha. que seja doce a leveza que eu sentirei ao seu lado. que seja doce a ausência do meu medo. que seja doce o seu abraço. que seja doce o modo como você irá segurar na minha mão. que seja doce. que sejamos doce.. "

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Antes de dormir ..

Lembra daquela conversa, que tivemos antes de dormir, quando você me perguntou se eu ainda gostava de você ? É naquele momento eu me calei, eu escondi todo o meu sentimento, respirei fundo e mudei de assunto. Mas a minha vontade era de te dizer o quanto eu te amo e que pode passar o tempo que for, eu posso até estar com outro garoto, mas meu sentimento por você sempre será o mesmo. As pessoas que conhecem nossa história ao lerem esse texto, acho que vão pensar .. " Que boba, depois de tudo que ele a fez passar, depois de tantas decepções, ela ainda escreve cartas dizendo que o ama. " Eu não me importo, sabe por que ? Porque foi isso que meu coração pediu pra que eu te dissesse, mesmo você ja tendo me magoado e me decepcionado por inumeras vezes. Um dia posso me arrepender por estar te dizendo tudo isso, mas nesse momento eu tô tranquila, sabendo que seja lá o que você for pensar, não vai ser com a mesma intensidade com que eu te disse isso.Fizemos tantos planos, sonhamos tanta coisa juntos e no fim de tudo acabamos separados, cada um seguindo sua vida, fazendo novas escolhas, com novos planos e sonhos. Eu posso não significar mais nada pra você, mas pode ter certeza que você ainda
é muito importante pra mim, bem mais do que você imagina. Eu penso como seria se a nossa história tivesse tomado outro rumo, se nós estivessemos juntos, descobrindo a cada dia que passa o que o outro tem de melhor.
Seria tudo tão diferente, mas esse seu orgulho não te deixa nem tentar recomeçar aquilo que um dia por ironia do destino acabou.
- Autor Desconhecido.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Entre os "jás" da vida

Já chorei sem motivo, já ri pra não chorar,já sorri sem vontade para os outros não desanimarem.
Já fui decepcionada,já decepcionei,aprendi a não esperar nada dos outros,porque são pessoas e falham e muitas vezes não correspondem às expectativas,porque pessoas são para serem tocadas e não se esperar ser tocada por elas.Já me decepcionei comigo mesmo e acredite...é pior do que se decepcionar com o mundo inteiro. Já desisti sem tentar,já alcancei e não quis, já lutei e não consegui! Já agi por impulso, já não agi por pensar demais... Já me importei com quem nem me enxergava,já não liguei pra quem sempre me quis bem. Já troquei o melhor pelo o que me fazia bem,já fiz escolhas erradas. Já perdoei quem não merecia, já recebi perdão sem pedi-lo, já perdi perdão e não fui perdoada. Já ofendi quem não merecia,já fui ofendida por quem amava demais. Já perdi pessoas queridas,já quis pessoas perdidas... Já parei para admirar a tão linda natureza, já fui muito ingrata com Deus! Já passei momentos únicos sem fazer nada,já fiz momentos únicos parecerem nada. Já me surpreendi com as pessoas, já surpreendi as pessoas e já me surpreendi comigo mesmo. Já andei errando, já andei errado, pensando que estava a um passo de acertar. Já me entristeci com alguns fatos mesmo olhando para o lado bom de todos eles. Já fiz amigos e já os fiz ser meus também. Já apoiei quem não merecia, já mereci não ser apoiada. Já fiz o bem para não me sentir mal, já fiz o mal para alcançar algum bem... Já esqueci para não chorar, já chorei pra esquecer. Já sonhei alto e consegui, já sonhei pequeno e me frustrei... Já amei e não fui amada, já fui amada e não amei, já amei e fui amada mas desisti porque me decepcionei. Já desprezei atos aplausíveis e já dei ênfase a coisas insignificantes... Com isso tudo eu já aprendi uma coisa...que no auge dos meus acertos, eu me enchi de amor e na mais profunda miséria dos meus erros,eu me esvaí dele. (Thalita Gama)

domingo, 12 de junho de 2011

Como saber quando alguém não está tão a fim de você!

Bem, de verdade mesmo, quando o intuito é saber o que uma pessoa está sentindo, o modo mais seguro e simples seria o óbvio ululante: perguntando para ela! Entretanto, considerando que nem todos conseguem ser tão diretos e sinceros – seja para perguntar ou para responder – especialmente quando o assunto é sentimento ou desejo, esta pode não ser a forma mais eficiente. Sim, é difícil ser óbvio, na maioria das vezes. E talvez seja por isso que os relacionamentos nos desafiem tanto! Portanto, se você não pretende  perguntar, ou ainda, se já perguntou, mas a resposta obtida não te convenceu, sugiro que lance mão de duas ferramentas próprias também bastante eficientes: a observação e a intuição. A observação servirá para você diferenciar as atitudes de quem está a fim e de quem não está, seja de você ou de qualquer outra pessoa. E a intuição servirá para você se dar conta do que acontece ao seu redor e que nem sempre é tão evidente. A intuição é uma espécie de linguagem do coração: nos dá respostas que as palavras, muitas vezes, não conseguem. Entretanto, penso que mais fácil do que identificar as ações de alguém que não está a fim de você, seja constatar as ações de quem está a fim. Lembre-se de que gostar de alguém não tem a ver somente com palavras, mas principalmente com atitudes. Afinal, não basta sentir, é preciso agir de modo coerente com tais sentimentos. Então, fique de olho nessas dicas de como se comporta alguém que está a fim de você:
- Quem está a fim, demonstra interesse, quer saber da sua vida, do seu dia, dos seus planos e desejos.
- Quem está a fim, quer te ver, quer marcar um café, um cinema, uma balada ou um simples “esbarrão” onde seus caminhos se cruzam...
- Quem está a fim, liga, manda mensagem, torpedo, carta, sinal de fumaça, qualquer coisa... mas não desaparece!
- Quem está a fim, cumpre o que promete. E quando não pode cumprir, se justifica, se explica, pede desculpas.
- Quem está a fim, não vive inventando desculpas duvidosas ou esfarrapadas para os recorrentes sumiços ou “furos”.
- Quem está a fim, sente saudades, reclama sua ausência, esforça-se para viabilizar um encontro, nem que tenha de fazer parecer mera “coincidência”.
- Quem está a fim, dá um jeito de descobrir do que você gosta, porque o que mais quer é te agradar, surpreender, conquistar, seduzir...
- Quem está a fim, não vai embora só porque vocês discutiram, não desiste de você depois do primeiro obstáculo. Quem está a fim, persiste, insiste, tenta até o fim...E por essas e outras, você já pode ter uma noção da diferença entre quem quer e quem não quer estar com você. Eu sei que quando a gente está a fim, quer dar mais uma chance, tentar conquistar, tentar mudar o panorama desfavorável. Ok! Não há nada de errado nisso! No entanto, fique atento para não extrapolar seu próprio limite. Se o outro insiste em dizer ou demonstrar que não quer, que não é a melhor hora, o ideal mesmo, para não se machucar e detonar a sua auto-estima, é amargar alguns dias de rejeição e, em seguida, partir pra outra. Bola pra frente. Não vale a pena ficar investindo toda sua energia numa pessoa que já deixou claro que não tem espaço para você na vida dela. E tome bastante cuidado principalmente com aqueles que adoram levar o outro “em banho-maria”. Num dia, são românticos, carinhosos, queridos, apaixonados. No outro, desaparecem ou são grosseiros, frios e te tratam como se você fosse um intruso, insistente e chato. Fuja desse tipo de gente, porque são sinônimos de sofrimento intenso. São enlouquecedores!
Muito pior do que um claro “não”, é um constante “sim-não-sim-não-sim...”. Isso, ninguém merece! É jogo sujo, golpe baixo, covardia...
(Dra. Rosana Braga)

domingo, 22 de maio de 2011

Eu tenho medo ..

Eu tenho medo. Ás vezes, estou muito bem até esse medo tomar conta de mim, esse medo de não poder ter a oportunidade de te ver, te abraçar e dizer que te amo, esse medo é grande, me deixa insegura, sensivel. Eu só peço, que todos os meus planos deem certo, que todos os meus passos sejam pra chegar até você, eu escolhi esse caminho e mesmo que ele seja estreito, cheio de curvas e com muitos obstaculos, continuarei a caminhar, em passos calmos, e com apenas um objetivo: Chegar até você. Eu sei que quando isso acontecer, tudo vai valer a pena, eu saberei que nenhuma dificuldade foi em vão. Mas eu peço a Deus que não demore muito, me sinto fraca, afinal eu nunca fui tão forte, preciso de você nem que seja por segundos para recuperar minhas forças, porque é você que me motiva a continuar, a nunca desistir. Uma coisa eu não entendo, essa saudade que está dentro de mim, que saudade é essa, se eu nunca te tive por perto ? Mais agora eu entendo que saudade não é olhar pro lado e dizer, se foi ,é olhar pro lado e perguntar: Cadê? (Marianna Pessanha).

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Desde Quando te Conheci ...

"Desde quando te conheci, você tem sido o maior dos meus sonhos, sonhar com você é essencial quanto respirar, sonho acordada, dormindo, andando, escrevendo, falando, cantando. Não tem como fugir, você está em mim 24hrs, tudo que eu vejo, escuto, que penso me lembra você. Como pode ? com tantas pessoas nesse mundo, você ser única que me faz sentir assim, agir assim, viver assim, esperando você a cada segundo, esperando nem que seja por um simples abraço seu. Mais eu tenho certeza que, esse sentimendo cresce a cada dia, e que você é parte de mim, mesmo não sabendo." (Marianna Pessanha)

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Eu erro, infelizmente eu erro!

Me desculpa a intenção não era essa, a vontade também não, os sonhos muito menos, eu queria ficar com você, queria te ver sorrir, queria ver seus olhos brilhando a cada coisa boa que acontecesse e seus braços me rodeando quando coisas ruins aparecessem. Queria poder te ajudar nos momentos ruins e comemorar nos bons, mas as coisas não sairam do jeito que eu queria e eu ainda espero que mais pra frente você esteja comigo, que você volte e que nossos caminhos se cruzem. Eu erro, infelizmente eu erro. Eu perco as coisas,o caminho com tanta facilidade que parece que é surreal. Mas eu gosto de você do meu jeito complicado, estranho e incorreto. Eu sonho em te ter aqui, do meu lado, em poder dizer o quanto eu te amo e te quero bem, talvez você não volte, ou eu não te encontre novamente, mas esse amor sempre vai estar em mim de alguma forma, em todos os gestos sempre vai existir um pouco de você. E se um dia eu te encontrar de novo eu vou fazer valer todos os seus dias. Dedicada pra ele *-*

terça-feira, 10 de maio de 2011

Nossa Culpa

Ontem chorei.Por tudo que fomos.Por tudo o que não conseguimos ser.Por tudo que se perdeu.Por termos nos perdido.Pelo que queríamos que fosse e não foi.Pela renúncia.Por valores não dados.Por erros cometidos.Acertos não comemorados.Palavras dissipadas.Versos brancos.Chorei pela guerra cotidiana.Pelas tentativas de sobrevivência.Pelos apelos de paz não atendidos.Pelo amor derramado. Pelo amor ofendido e aprisionado. Pelo amor perdido.Pelo respeito empoeirado em cima da estante.Pelo carinho esquecido junto das cartas envelhecidas no guarda- roupa.Pelos sonhos desafinados,estremecidos e adiados.Pela culpa. Toda a culpa. Minha. Sua. Nossa culpa. Por tudo que foi e voou.E não volta mais,pois que hoje é já outro dia.Chorei. Apronto agora os meus pés na estrada.Ponho-me a caminhar sob sol e vento. Vou ali ser feliz e já volto.Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e dizer uma coisa terrível, mas que tem que ser dita. Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e ouvir uma coisa terrível, que tem que ser ouvida. A vida é incontornável. A gente perde, leva porrada, é passado pra trás, cai. Dói, ai, doi demaais. Mas passa. Está vendo essa dor que agora samba no seu peito de salto agulha? Você ainda vai olhá-la no fundo dos olhos e rir da cara dela. Juro que estou falando a verdade. Eu não minto. Vai passar . (Caio Fernando Abreu)

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Certezas

Não quero alguém que morra de amor por mim…Só preciso de alguém que viva por mim, que queira estar junto de mim, me abraçando.Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo,quero apenas que me ame, não me importando com que intensidade.Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim… Nem que eu faça a falta que elas me fazem, o importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível… E que esse momento será inesquecível... Só quero que meu sentimento seja valorizado.Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre…E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor.Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém…e poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos,que faço falta quando não estou por perto.Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras,lguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho…Que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons sentimentos que a vida lhe proporciona, que dê valor ao que realmente importa, que é meu sentimento… e não brinque com ele.E que esse alguém me peça para que eu nunca mude, para que eu nunca cresça, para que eu seja sempre eu mesmo.Não quero brigar com o mundo, mas se um dia isso acontecer, quero ter forças suficientes para mostrar a ele que o amor existe…Que ele é superior ao ódio e ao rancor, e que não existe vitória sem humildade e paz.Quero poder acreditar que mesmo se hoje eu fracassar, amanhã será outro dia,e se eu não desistir dos meus sonhos e propósitos,talvez obterei êxito e serei plenamente feliz.Que eu nunca deixe minha esperança ser abalada por palavras pessimistas…Que a esperança nunca me pareça um “não” que a gente teima em maquiá-lo de verde e entendê-lo como “sim”.Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a uma pessoa, de poder dizer a alguém o quanto ele é especial e importante pra mim,sem ter de me preocupar com terceiros…Sem correr o risco de ferir uma ou mais pessoas com esse sentimento.Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão…Que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades e às pessoas,que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim… e que valeu a pena.

domingo, 17 de abril de 2011

Desculpa amor, eu não pude resistir, não sou de ferro!

Ah!! Se eu pudesse eu arrancaria esse coração.Só pra não mais sentir isso, mas... o que é isso que sentimos?Seria um misto de saudade com amor incontido, dentro do peito, que nem consegue bater direito de tão apertado que da dó?Difícil entender, mais difícil ainda de resistir.Seria eu covarde em querer arrancar um coração do peito por causa de um único sentimento?
Ou seria o sentimento covarde o bastante pra tentar um coração ser arrancado do peito por sua causa.
O coração que é responsável por todos os sentimentos que nos faz feliz, e entender que a vida é bela e vale á pena, mesmo que haja uma dor , dessas de querer-nos fazer arrancar o coração.Não, eu não sou covarde, porque eu amo e quem ama tem coragem, enfrenta os riscos de um sentimento absurdo de querer romper um coração. Há aqui dentro um conflito que eu não consigo entender, talvez seja porque eu me tenha confundido por quem eu amo! Ou talvez quem eu amo não me tenha compreendido, e sem querer me colocado em uma situação de desespero em solidão com saudade, amor e vontade.Entendo que; Gostaria que o tempo parasse e eu tivesse alguns instantes de aproximação de quem eu quero.Dessa forma entenderia que meu coração teria um valor imenso, e jamais pensaria em arranca-lo do meu peito.Sem amor, sem paixão a vida seria uma infinita solidão.Seria horrível não ter um coração pra bater por um motivo que não fosse só pra regar o seu sangue, e uma lágrima para rolar no seu rosto que não seja por amor.Amar sim, mas com prazer de saber que esta amando, chorar em uma justa causa de estar tendo sentimento de transpassar em seu coração que em outrora queria eu que fosse arrancado.Deixar sim o coração aqui, porque em outra situação ele vai bater de felicidade, e eu tenho que ter ele comigo para poder lhe dar esse prazer, e não sentir-me mais um covarde,queria estar com você nesse momento amor, mas como você não esta aqui eu converso com meu coração,pois o coitado é que ta dizendo tudo o que ele ta sentindo. Choro com os meus sentimentos porque o coração se deixa espremer.Sabe ele que não deve se romper, tem que resistir, para outro amor que pode estar por vir. Saudade é como vinho que embriaga e deixa bobo quem dela toma, deixa confusão na cabeça da gente e faz pensar que não resta nada de nós.

sábado, 9 de abril de 2011

O laço e o abraço

Meu Deus! Como é engraçado! Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço... uma fita dando voltas.Enrosca-se, mas não se embola, vira, revira, circula e pronto: está dado o laço.É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braço.É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo, no vestido, em qualquer coisa onde o faço.E quando puxo uma ponta, o que é que acontece? Vai escorregando... devagarzinho, esmancha, desfaz o abraço.Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido.
E, na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço.
Ah! Então, é assim o amor, a amizade.Tudo que é sentimento. Como um pedaço de fita.Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer a qualquer hora,deixando livre as duas bandas do laço.Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade.E quando alguém briga, então se diz: romperam-se os laços.E saem as duas partes, igual meus pedaços de fita,sem perder nenhum pedaço.Então o amor e a amizade são isso... não prendem, não escravizam, não apertam, não sufocam. Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço. (Mário Quintana)

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Conselho de um velho apaixonado.

Quando encontrar alguém e esse alguém fizerseu coração parar de funcionar por alguns segundos,preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.Se os olhares se cruzarem e,neste momento,houver o mesmo brilho intenso entre eles,fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.Se o toque dos lábios for intenso,se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d'água neste momento, perceba:existe algo mágico entre vocês.
Se o 1º e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficarjuntos chegar a apertar o coração, agradeça: Algo do céu te mandou um presente divino : O AMOR. Se um dia tiverem que pedir perdão umao outro por algum motivo e, em troca,receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos e os gestos valerem mais que mil palavras,entregue-se: vocês foram feitos um pro outro.Se por algum motivo você estiver triste,
se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa sofrer o seu sofrimento, chorar as suas lágrimas e enxugá-las com ternura, que coisa maravilhosa: você poderá contar com ela em qualquer momento de sua vida.
Se você conseguir, em pensamento, sentir o cheiro da pessoa como se ela estivesse ali do seu lado... Se você achar a pessoa maravilhosamente linda,mesmo ela estando de pijamas velhos,chinelos de dedo e cabelos emaranhados... Se você não consegue trabalhar direito o dia todo,ansioso pelo encontro que está marcado para a noite... Se você não consegue imaginar, de maneira
nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado...
Se você tiver a certeza que vai ver a outra envelhecendo e, mesmo assim, tiver a convicção que vai continuar sendo louco por ela... Se você preferir fechar os olhos, antes de ver
a outra partindo: é o amor que chegou na sua vida.
Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida poucas amam ou encontram um amor verdadeiro.Às vezes encontram e, por não prestarem atenção nesses sinais, deixam o amor passar,sem deixá-lo acontecer verdadeiramente. É o livre-arbítrio. Por isso, preste atenção nos sinais. Não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: o AMOR !!!

segunda-feira, 28 de março de 2011

Antes de te conhecer ..

... eu não entendia as canções, dormia bem todas as noites, não me importava com as minhas roupas, esquecia o celular, tinha pensamentos livres e horas vagas. Meu coração era saudável, lento, constante. Eu não tinha febre psicológica, crise emocional, stress acumulado, nem carência afetiva. Não tinha ciúme, ódio, ou pensamentos psicopatas. Eu sempre tinha a razão, não aguentava reclamações, não planejava tantas coisas boas e bobas. Antes de você eu não morria de saudade, não era tão bem-humorado, não me preocupava em fazer alguém feliz, em cuidar de alguém. Eu não sabia sequer que um abraço curasse tanta dor, que o mundo cabia num sorriso, e que era possível gostar tanto de uma pessoa. A verdade é que antes de te conhecer, eu não vivia, apenas respirava, aprendi o que é viver depois que conheci você e hoje tenho orgulho de dizer que eu amo você.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Desistir ou insistir?

(...)Às vezes mais vale desistir do que insistir, esquecer do que querer, arrumar do que cultivar, anular do que desejar. No ar ficará para sempre a dúvida se fizemos bem, mas pelo menos temos a paz de ter feito aquilo que devia ser feito, (...).Às vezes é preciso mudar o que parece não ter solução, deitar tudo abaixo para voltar a construir do zero, bater com a porta e apanhar o último comboio no derradeiro momento e sem olhar para trás, abrir a janela e jogar tudo borda fora, queimar cartas e fotografias, esquecer a voz e o cheiro, as mãos e a cor da pele, apagar a memória sem medo de a perder para sempre, esquecer tudo, cada momento, cada minuto, cada passo e cada palavra, cada promessa e cada desilusão, atirar com tudo para dentro de uma gaveta e deitar a chave fora, ou então pedir a alguém que guarde tudo num cofre e que a seguir esqueça o segredo.Às vezes é preciso saber renunciar, não aceitar, não cooperar, não ouvir nem contemporizar, não pedir nem dar, não aceitar sem participar, sair pela porta da frente sem a fechar, pedir silêncio e paz e sossego, sem dor, sem tristeza e sem medo de partir. E partir para outro mundo, para outro lugar, mesmo quando o que mais queremos é ficar, permanecer, construir, investir, amar. Porque quem parte é quem sabe para onde vai, quem escolhe o seu caminho e mesmo que não haja caminho porque o caminho se faz a andar, o sol, o vento, o céu e o cheiro do mar são os nossos guias, a única companhia, a certeza que fizemos bem e que não podia ser de outra maneira. Quem fica, fica a ver, a pensar, a meditar, a lembrar. Até se conformar e um dia então esquecer.

sexta-feira, 18 de março de 2011

Jamais desista de si mesmo

Você pode ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,mas não se esqueça de que sua vida é a maior empresa do mundo. E você pode evitar que ela vá a falência. Há muitas pessoas que precisam, admiram e torcem por você. Gostaria que você sempre se lembrasse de que ser feliz não é ter um céu sem tempestade, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem desilusões. Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros. Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza. Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos fracassos. Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples que mora dentro de cada um de nós. É ter maturidade para falar “eu errei”. É ter ousadia para dizer “me perdoe”. É ter sensibilidade para expressar “eu preciso de você”. É ter capacidade de dizer “eu te amo”. É ter humildade da receptividade. Desejo que a vida se torne um canteiro de oportunidades para você ser feliz…
E, quando você errar o caminho, recomece.Pois assim você descobrirá que ser feliz não é ter uma vida perfeita. Mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância. Usar as perdas para refinar a paciência. Usar as falhas para lapidar o prazer. Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.Jamais desista de si mesmo.Jamais desista das pessoas que você ama.
Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo imperdível, ainda que se apresentem dezenas de fatores a demonstrarem o contrário.

sexta-feira, 4 de março de 2011

O contrário do Amor

O contrário de bonito é feio, de rico é pobre, de preto é branco, isso se aprende antes de entrar na escola. Se você fizer uma enquete entre as crianças, ouvirá também que o contrário do amor é o ódio. Elas estão erradas. Faça uma enquete entre adultos e descubra a resposta certa: o contrário do amor não é o ódio, é a indiferença. O que seria preferível, que a pessoa que você ama passasse a lhe odiar, ou que lhe fosse totalmente indiferente? Que perdesse o sono imaginando maneiras de fazer você se dar mal ou que dormisse feito um anjo a noite inteira, esquecido por completo da sua existência? O ódio é também uma maneira de se estar com alguém. Já a indiferença não aceita declarações ou reclamações: seu nome não consta mais do cadastro.Para odiar alguém, precisamos reconhecer que esse alguém existe e que nos provoca sensações, por piores que sejam. Para odiar alguém, precisamos de um coração, ainda que frio, e raciocínio, ainda que doente. Para odiar alguém gastamos energia, neurônios e tempo. Odiar nos dá fios brancos no cabelo, rugas pela face e angústia no peito. Para odiar, necessitamos do objeto do ódio, necessitamos dele nem que seja para dedicar-lhe nosso rancor, nossa ira, nossa pouca sabedoria para entendê-lo e pouco humor para aturá-lo. O ódio, se tivesse uma cor, seria vermelho, tal qual a cor do amor.Já para sermos indiferentes a alguém, precisamos do quê? De coisa alguma. A pessoa em questão pode saltar de bung-jump, assistir aula de fraque, ganhar um Oscar ou uma prisão perpétua, estamos nem aí. Não julgamos seus atos, não observamos seus modos, não testemunhamos sua existência. Ela não nos exige olhos, boca, coração, cérebro: nosso corpo ignora sua presença, e muito menos se dá conta de sua ausência. Não temos o número do telefone das pessoas para quem não ligamos. A indiferença, se tivesse uma cor, seria cor da água, cor do ar, cor de nada.Uma criança nunca experimentou essa sensação: ou ela é muito amada, ou criticada pelo que apronta. Uma criança está sempre em uma das pontas da gangorra, adoração ou queixas, mas nunca é ignorada. Só bem mais tarde, quando necessitar de uma atenção que não seja materna ou paterna, é que descobrirá que o amor e o ódio habitam o mesmo universo, enquanto que a indiferença é um exílio no deserto.

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Nossas escolhas

E o que é que ela vê nele? Nossos amigos se interrogam sobre nossas escolhas, e nós fazemos o mesmo em relação às escolhas deles. O que é, caramba, que aquele Fulano tem de especial? E qual será o encanto secreto da Beltrana? Vou contar o que ela vê nele: ela vê tudo o que não conseguiu ver no próprio pai, ela vê uma serenidade rara e isso é mais importante do que o Porsche que ele não tem, ela vê que ele se emociona com pequenos gestos e se revolta com injustiças, ela vê uma pinta no ombro esquerdo que estranhamente ninguém repara, ela vê que ele faz tudo para que ela fique contente, ela vê que os olhos dele franzem na hora de ler um livro e mesmo assim o teimoso não procura um oftalmologista, ela vê que ele erra, mas quando acerta, acerta em cheio, que ele parece um lorde numa mesa de restaurante mas é desajeitado pra se vestir, ela vê que ele não dá a mínima para comportamentos padrões, ela vê que ele é um sonhador incorrigível, ela o vê chorando, ela o vê nu, ela o vê no que ele tem de invisível para todos os outros. Agora vou contar o que ele vê nela: ele vê, sim, que o corpo dela não é nem de longe parecido com o da Daniella Cicarelli, mas vê que ela tem uma coxa roliça e uma boca que sorri mais para um lado do que para o outro, e vê que ela, do jeito que é, preenche todas as suas carências do passado, e vê que ela precisa dele e isso o faz sentir importante, e vê que ela até hoje não aprendeu a fazer um rabo-de-cavalo decente, mas faz um cafuné que deveria ser patenteado, e vê que ela boceja só de pensar na palavra bocejo e que faz parecer que é sempre primavera, de tanto que gosta de flores em casa, e ele vê que ela é tão insegura quanto ele e é humana como todos, vê que ela é livre e poderia estar com qualquer outra pessoa, mas é ao seu lado que está, e vê que ela se preocupa quando ele chega tarde e não se preocupa se ele não diz que a ama de 10 em 10 minutos, e por isso ele a ama mesmo que ninguém entenda.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

A dor que mais dói!

Trancar o dedo numa porta dói. Bater com o queixo no chão dói. Torcer o tornozelo dói. Um tapa, um soco, um pontapé, dóem. Dói bater a cabeça na quina da mesa,dói morder a língua,dói cólica,cárie e pedra no rim. Mas o que mais dói é saudade. Saudade de um irmão que mora longe. Saudade de uma cachoeira da infância. Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais. Saudade do pai que já morreu. Saudade de um amigo imaginário que nunca existiu. Saudade de uma cidade. Saudade da gente mesmo, quando se tinha mais audácia e menos cabelos brancos. Dóem essas saudades todas.
Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama. Saudade da pele, do cheiro, dos beijos. Saudade da presença, e até da ausência consentida. Você podia ficar na sala e ele no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá. Você podia ir para o aeroporto e ele para o dentista, mas sabiam-se onde. Você podia ficar o dia sem vê-lo, ele o dia sem vê-la, mas sabiam-se amanhã. Mas quando o amor de um acaba, ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.Saudade é não saber. Não saber mais se ele continua se gripando no inverno. Não saber mais se ela continua clareando o cabelo. Não saber se ele ainda usa a camisa que você deu. Não saber se ela foi na consulta com o dermatologista como prometeu. Não saber se ele tem comido frango de padaria, se ela tem assistido as aulas de inglês, se ele aprendeu a entrar na Internet, se ela aprendeu a estacionar entre dois carros, se ele continua fumando Carlton, se ela continua preferindo Pepsi, se ele continua sorrindo, se ela continua dançando, se ele continua pescando, se ela continua lhe amando.Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.Saudade é não querer saber. Não querer saber se ele está com outra, se ela está feliz, se ele está mais magro, se ela está mais bela. Saudade é nunca mais querer saber de quem se ama, e ainda assim, doer.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Não tem como enterrar o passado!

Chorar não resolve, falar pouco é uma virtude, aprender a se colocar em primeiro lugar não é egoismo. Para qualquer escolha se segue alguma consequência, vontades efêmeras não valem a pena, quem faz uma vez, não faz duas necessariamente, mas quem faz dez, com certeza faz onze. Perdoar é nobre, esquecer é quase impossível. Quem te merece não te faz chorar, quem gosta cuida, o que está no passado tem motivos para não fazer parte do seu presente, não é preciso perder pra aprender a dar valor, e os amigos ainda se contam nos dedos.Aos poucos você percebe o que vale a pena, o que se deve guardar pro resto da vida, e o que nunca deveria ter entrado nela. Não tem como esconder a verdade, nem tem como enterrar o passado, o tempo sempre vai ser o melhor remédio, mas seus resultados nem sempre são imediatos.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Need You Now - Lady Antebellum ♥


Picture perfect memories,scattered all around the floor,reaching for the phone 'cause,I can't fight it anymore and I wonder if I ever cross your mind for me it happens all the time. It's a quarter after one,I'm all alone and I need you now ,said I wouldn't callbut I lost all control and I need you now, and I don't know how I can do without ,I just need you now,another shot of whiskey,can't stop looking at the door wishing you'd come sweeping in the way you did before and I wonder if I ever cross your mind for me it happens all the time,It's a quarter after one,I'm a little drunk,and I need you now,said I wouldn't call but I lost all control and I need you now,and I don't know how I can do without,I just need you now,guess I'd rather hurt than feel nothing at all,It's a quarter after one,I'm all alone and I need you now,and I said I wouldn't call,but I'm a little drunk and I need you now,and I don't know how I can do without,I just need you now,I just need you now,Oh baby I need you now.

domingo, 30 de janeiro de 2011

Definitivamente.

Definitivamente, como tudo o que é simples,nossa dor não advém das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram. Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter tido junto e não tivemos,por todos os shows e livros e silêncios que gostaríamos de ter compartilhado, e não compartilhamos. Por todos os beijos cancelados, pela eternidade. Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um amigo, para nadar, para namorar. Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas angústias se ela estivesse interessada em nos compreender. Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada. Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam, todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar. Por que sofremos tanto por amor? O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez companhia por um tempo razoável,um tempo feliz. Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples como um verso: Se iludindo menos e vivendo mais. A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento,perdemos também a felicidade. A dor é inevitável,o sofrimento é opcional.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Ágape,amor incondicional!

Um dos livros mais lindos que eu já li, indico á todos! 
Ágape é o amor incondicional,o amor generoso,o amor sem limites. Partindo desse conceito,o Padre Marcelo Rossi, apresenta esta obra bela e tocante. Uma pausa,um instante de paz em meio ás turbulências diárias. Propondo interpretações ao Evangelho de São João ,Ágape aborda questões como amor,tolerância,humildade e perdão. E , com feixe de cada um de seus capítulos,o livro é iluminado por inspiradoras orações que retomam cada um desses temas. Uma dávida que se amplia no recolhimento da prece. Como tão bem aponta Gabriel Chalita no prefácio que abre a obra: "o mal não pode vencer o bem.Se as atrocidades nos incomodam ,se a banalização da violência não nos assusta,é preciso ir além. Além do que nossos olhos podem ver,além do que os nossos sentidos podem captar. é preciso ir além e chegar ao recôndito do nosso coração onde só a linguagem da alma,dos sentimentos,da simplicidade da fé é capaz de alcançar."

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Pare e pense.

O que você vai querer pra sua vida? aquela pessoa que está sempre do seu lado, ou a que você ama, e que quando você precisa dela, ela não esta? aquela que sempre sorri pra você, ou aquela que você vive brigando? aquela que te adora, ou aquela que te humilha? aquela que te ama, e você não vê, ou aquela que você vê que não te ama? aquela que te quer, ou a que quer você e as outras? aquela que te escuta, ou aquela que te ignora? aquela que está nos melhores momentos de sua vida, ou aquela que está só de vez em quando? aquela que se preocupa, ou aquela que brinca com seus sentimentos? Pare e pense, chega de se iludir, escolha quem voce realmente quer na sua vida, antes que seja tarde demais. ;)

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Há certas horas ..

Há certas horas, em que não precisamos de um Amor,não precisamos da paixão desmedida,não queremos beijo na boca,e nem corpos a se encontrar na maciez de uma cama. Há certas horas, que só queremos a mão no ombro, o abraço apertado ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado,sem nada dizer. Há certas horas, quando sentimos que estamos pra chorar, que desejamos uma presença amiga, a nos ouvir paciente, a brincar com a gente, a nos fazer sorrir. Alguém que ria de nossas piadas sem graça,que ache nossas tristezas as maiores do mundo,que nos teça elogios sem fim,e que apesar de todas essas mentiras úteis, nos seja de uma sinceridade inquestionável. Que nos mande calar a boca ou nos evite um gesto impensado. Alguém que nos possa dizer: acho que você está errado, mas estou do seu lado.Ou alguém que apenas diga: Sou seu amor! E estou Aqui!

domingo, 2 de janeiro de 2011

eu aprendi ...

Eu aprendi que ignorar os fatos não os altera;eu aprendi que quando você planeja se nivelar com alguém, apenas esta permitindo que essa pessoa continue a magoar você,eu aprendi que o AMOR, e não o TEMPO, é que cura todas as feridas,eu aprendi que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa,eu aprendi que a vida é dura, mas eu sou mais ainda,eu aprendi que as oportunidades nunca são perdidas; alguém vai aproveitar as que você perdeu,eu aprendi que quando o ancoradouro se torna amargo a felicidade vai aportar em outro lugar,eu aprendi que não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito,eu aprendi que todos querem viver no topo da montanha, mas toda felicidade e crescimento ocorre quando você esta escalando-a,eu aprendi que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer.
(William Shakespeare )